4 erros marketing promocional

Ao contrário do que muitos pensam, o marketing é um elemento essencial para o desenvolvimento de qualquer empresa, independentemente do porte. A ideia de que as ações nessa área representam apenas despesas para o negócio se comprova cada dia mais ultrapassada, afinal, é com elas que muitas organizações conseguem bons resultados no longo prazo. Marketing, portanto, é um investimento feito pelo gestor, pois tem como principal objetivo a melhoria dos resultados.

Talvez, o motivo para alguns empreendedores ainda acreditarem no pensamento retrógrado de que o marketing não é um bom negócio seja a falta de eficácia nas ações. Como todo investimento, as estratégias também requerem planejamento e monitoramento para que tragam os resultados esperados. Por isso, resolvemos trazer, neste post, alguns dos erros que devem ser evitados durante as campanhas de marketing promocional pelo gestor da área. Confira!

Não realizar o planejamento

O marketing promocional possui uma infinidade de ações e ferramentas disponíveis para as empresas. Acontece que, em alguns casos, o sucesso de determinadas estratégias pode iludir o empreendedor. Isso porque, nem sempre determinada ação que esteja sendo aplicada por outras empresas funcionará para o caso específico, mesmo quando demonstrar resultados. É papel do gestor da área argumentar, com base em um bom planejamento, sobre qual caminho deve ser tomado.

Em primeiro lugar, é fundamental conhecer o público-alvo para saber quais estratégias e abordagens são mais eficazes. Em segundo, o gestor deve estudar o ambiente interno, isto é, os valores e o perfil da organização, além do ambiente externo, para descobrir qual será a melhor ação a ser tomada.

Não apostar na tecnologia

Como vimos anteriormente, informação é a base para um planejamento de sucesso. Acontece que a coleta de dados relevantes, muitas vezes, pode ser um problema para o gestor. Afinal, hoje, eles são cada vez mais dispersos. Por isso, é fundamental que você conte com o apoio da tecnologia nessa tarefa.

Hoje, existem softwares específicos para o marketing, destinados ao gerenciamento de informações. Essas soluções permitem o gerenciamento da equipe de promotores no ponto de venda, e garantem a coleta de dados on-line, o que favorece muito a tomada de decisão.

Não definir metas claras

Não existe planejamento sem metas a serem cumpridas. Acontece que muitos gestores enfrentam problemas para estabelecê-las. Em alguns casos, são genéricas demais. Em outros, estão completamente fora da realidade. Por isso, o ideal é se pautar no modelo de metas SMART.

SMART (inteligência) é um mnemônico que contém todos os elementos que devem estar presentes em uma meta. Elas devem ser específicas, mensuráveis, atingíveis, relevantes e temporizáveis. Se as suas metas obedecem a esse padrão, significa que estão dentro da realidade, e não são meras especulações.

Não monitorar com indicadores

Tão importante quanto planejar é monitorar. Por isso, é fundamental que o gestor de marketing conte com bons indicadores. Quando não faz isso e se apoia apenas em métricas genéricas, o resultado, na maioria dos casos, é inevitável: ações ineficazes.

Claro, para cada ação de marketing promocional, haverá um KPI (Key Perfomance Indicator) específico, mas existem algumas métricas clássicas que sempre devem ser acompanhadas, como o ROI (Return On Investiment), o Lifetime Value, o Churn Rate, e, é claro, as etapas do funil.

Gostou das nossas dicas? Quer dar alguma sugestão? Deixe seu comentário!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui